Sugerencias

Federação ou associação de futebol

Federação Alagoana De Futebol

Maceió - AL [Brasil]

Ficha visitada 2337 vezes desde 13/05/2009 com 2 contatos online

 

Dados pessoais e perfil técnico

Obter telefone

Deseja obter o telefone desse usuário?


 
 
  • Nome completo:Federação Alagoana de Futebol
  • Perfil:Federação ou associação de Futebol
  • Cidade/Estado:Maceió - AL
  • Endereço:Rua Zacarias de Azevedo, 119, Centro
  • CEP:57020-470
  • Nível:Profissional
  • Usuário:Federação Alagoana De Futebol
  • Página Web:www.futeboldealagoas.net

Descrição

O futebol é o esporte das multidões. O esporte que mexe com os nervos de mais da metade do mundo. Pelo futebol, briga-se aqui, emociona-se alí. Há gente que morre nos estádios quando seu clube perde ou até mesmo, quando ganha. Há vultos que a torcida idolatra. Há troféus que representam a própria vida. Há passagens que valem como documentos vivos da história desse mesmo futebol. A Federação Alagoana de Futebol é parte desta história. Tudo começou em 1927. Com o fracasso da Liga Alagoana de Desportos, os clubes sentiram a necessidade de criarem uma nova entidade para reorganizar o futebol alagoano. Partiu do CRB a iniciativa da fundação da Coligação Esportiva de Alagoas. Várias reuniões, nas sedes do CRB e CSA, junto com outros clubes, foram necessárias para se oficializar a fundação da nova entidade que recebeu o nome de Coligação Esportiva de Alagoas. Os clubes que assinaram a ata de fundação da CEA, além de CSA e CRB, foram os mesmos que disputaram o primeiro campeonato oficial em Alagoas: Vera Cruz, Tiradentes, Flamengo, Uruguai e Barroso. Seu primeiro presidente foi Otacilio Maia, um grande desportista que também jogou futebol no Clube de Regatas Brasil com o apelido de Tatá. Nas primeiras reuniões, ficou acertado o início do campeonato, a tabela e os regulamentos. Entretanto, no começo tudo foi difícil. Lutas internas, dirigentes que procuravam burlar as leis do jogo, clubes que se afastaram depois de iniciado o campeonato porque não concordavam com arbitragem. Enfim, muitos problemas foram enfrentados pelo presidente Otacilio Maia. Os juizes, por exemplo, eram diretores de clubes e alguns jogadores. Não havia regras de futebol disponível no mercado alagoano. Desta forma, para apitar um jogo de futebol, bastava que o desportista tivesse um certo conceito junto a sociedade de nossa terra. Otacilio Maia e Eduardo Silveira, os dois primeiros presidentes da CEA, apitaram muitos jogos de nossos campeonatos. Mesmo assim, muitos foram os problemas criados por causa de arbitragem. Apesar de todas as turbulências a Coligação Esportiva de Alagoas promoveu o torneio início que foi realizado no dia 15 de abril com o CSA se sagrando campeão. O campeonato começou com os clubes fundadores no dia 24 de abril com o jogo Barroso 2 x Uruguai 1. O CRB foi o primeiro campeão alagoano de futebol em 1927. No mês de julho, Otacilio Maia procurou entrar entendimentos com Confederação Brasileira de Desportos para filiar a nossa CEA a entidade maior do futebol brasileiro. Luiz Costa Filho, representante no Rio de Janeiro, tratou de toda documentação para nossa filiação. Já em setembro, o presidente solicitava a inscrição de Alagoas para disputar o campeonato brasileiro de seleções que seria iniciado em outubro. Aceita nossa inscrição, a CEA convocou a primeira seleção alagoana. Foram chamados os seguintes atleras: Mendes, Zébino, Xéxeo, Moacir, Marãozinho, Eraldo, Claudionor, Cavendisch, Odulfo, Onofre, Sergipe, Artur Reis, Otavio, Tininho, Jacaré, Mimi, Campelo, Sergipe, Geraldo, Luiz, Gouveia, Paulo, Braúlio e Vianna. A CBD programou para o dia 16 de outubro o jogo de Alagoas contra o Pará, em São Januário, no Rio de Janeiro. Com o apoio do Governador Costa Rêgo, a delegação alagoana seguiu para a Cidade Maravilhosa no dia 5 de outubro no navio Itaquatiá. Na partida contra os paraenses não fomos felizes e perdemos por 12 (doze) x 2. Apesar dos doze gols que tomou, o goleiro Mendes, foi considerado pela imprensa carioca como o melhor jogador em campo. Os paraenses também não foram muito longe no campeonato. Seu regresso de deu por via marítima. O vapor Comandante Ripper que transportava a delegação do Pará teria que parar em Maceió por algumas horas. O presidente da CEA Otacilio Maia convidou os visitantes para uma revanche no campo do Mutange. O vapor teria se seguir viagem as 16 horas, mas com uma boa conversa, os dirigentes conseguiram um adiamento de duas horas. O jogo foi realizado em pleno dia de finados, 2 de novembro. Mesmo assim, um bom publico assistiu uma bela partida que terminou com a vitória do Pará por 3x0.


Fotos e vídeos

Clique em qualquer foto para ver-la ampliada

2009/May/May103324_13210557.jpg

Outros federações e associações de futebol de brasil

Último usuário a visitar este perfil

 

Vê algum erro?

Ajude-nos a melhorar